Artistas fazem campanha na internet pela saída de Gilmar Mendes

    Escrito pela Redação da Veja

     

    Um grupo de artistas está ajudando a divulgar nas redes sociais a convocação para um ato nesta quinta-feira, em frente ao prédio da Justiça Federal do Rio em apoio ao juiz Marcelo Bretas, que coordena o braço da Operação Lava Jato no estado, e pelo impeachment do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

     

    A indignação contra o ministro começou a ganhar corpo nas redes sociais nesta semana depois que ele soltou o empresário Jacob Barata Filho, conhecido como “Rei do Ônibus”, por comandar o setor de transporte público do Rio, e outros três envolvidos na Lava Jato e mandados à prisão por Bretas.

     

    No caso de Barata, de cuja filha Gilmar foi padrinho de casamento, o ministro chegou a dar dois habeas corpus em menos de 24 horas – ele emitiu o primeiro, o juiz Bretas deu nova ordem de prisão ao empresário e Gilmar expediu novo habeas corpus para tirar o “Rei do Ônibus” da cadeia, o que acabou ocorrendo no último sábado de manhã.

     

    O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em razão do episódio, entrou com um pedido de suspeição de Gilmar nos processos envolvendo Barata, mas a solicitação ainda não foi analisada pelo STF.  Na internet, uma petição pelo impeachment do ministro já tem quase 1 milhão de assinaturas.

     

    Entre os artistas que estão apoiando em seus perfis o ato contra Gilmar Mendes estão o cantor Caetano Veloso e sua mulher, a produtora Paula Lavigne, os atores Marcelo Serrado, Luana Piovani, Leticia Sabatella, Maitê Proença e Vanessa Lóes e o guitarrista Andreas Kisser, da banda de rock Sepultura.

     

    “A Operação Lava Jato no Rio de Janeiro está ameaçada, e precisamos demonstrar apoio aos agentes que estão trabalhando para combater a corrupção no Rio e no Brasil. Poste, compartilhe, viralize, convide os amigos e compareça. Vamos mostrar que a Operação Lava Jato tem o apoio da sociedade”, diz o post publicado por Caetano na rede social Instagram, um texto padrão divulgado pelos organizadores do movimento.

     

    “Esse homem vai acabar com o pouco de esperança que nos resta! Ele vai soltar todo mundo que está envolvido nos escândalos, não sei qual o seu propósito! Eu não ia mais falar nada de política por aqui, porém, a situação é mais grave do que a gente imagina e pela primeira vez vejo um consenso com todos os lados!! Rezemos”, escreveu Marcelo Serrado.

     

    Serrado toca num ponto que tem chamado a atenção nos protestos em relação a Gilmar Mendes: o ministro tem atraído a antipatia tanto daqueles que foram às ruas para pedir o impeachment de Dilma Rousseff (PT), como ele próprio e Luana Piovani, e outros que pedem a saída do presidente Michel Temer (PMDB) e têm um perfil mais de esquerda, como Caetano, Lavigne e Leticia Sabatella.

     

    Entre as hashtags usadas pelos manifestantes, está a #foraGilma, uma alusão ao slogan usado com sucesso nos protestos que levaram ao impeachment de Dilma (Fora, Dilma!).

    Dúvidas, sugestões ou mais informações?

    Fale Conosco

    Dúvidas, sugestões ou mais informações? Entre em contato com a Ajufe. Queremos melhorar cada vez mais a qualidade dos serviços prestados.

    Os campos com asterísco (*) são de preenchimento obrigatório.
    4 + 3 = ?
    © Ajufe - Associação dos Juízes Federais do Brasil - Todos os direitos reservados.

    Ajufe.org